Blog
29. jun de 2022
BlogHelp,DICAS HELP,Saúde

Exercícios para idosos: 6 opções e seus benefícios

Os exercícios para idosos são essenciais para garantir a saúde e o bem-estar. Quando praticados sob supervisão médica, melhoraram a qualidade de vida.

 

Quem já chegou à chamada terceira idade também pode se beneficiar (e muito) da prática regular de atividades físicas. Os exercícios para idosos são muito importantes para garantir mais qualidade de vida, autonomia e bem-estar.

Com os devidos cuidados e o indispensável acompanhamento médico, malhar é um excelente hábito, mesmo para pessoas com idades mais avançadas.

O grande segredo é identificar qual ou quais atividades aliam saúde e prazer. E isso vale, inclusive para quem levou uma vida mais sedentária.

Neste post, separamos 6 sugestões de exercícios para idosos. O ideal é experimentar aqueles que mais agradam até encontrar a ideal para você.

 

Importância dos exercícios para idosos

Antes de apresentar as atividades físicas mais indicadas para a terceira idade, vale a pena conferir os benefícios dos exercícios para idosos. Segundo os especialistas, malhar é uma forma de se proteger contra doenças e melhorar sua condição física e também mental.

Além de prevenir doenças crônicas cardiovasculares, os exercícios fortalecem a estrutura corporal e muscular. E isso previne contra quedas, melhora o equilíbrio e facilita a locomoção. E tudo isso se reflete em maior bem estar e mais autonomia para o idoso.

A atividade física também ajuda no controle da pressão, da diabetes e do colesterol, além de melhorar a qualidade do sono. Por fim, um idoso que se exercita melhora sua autoestima e pode prevenir males como a ansiedade e a depressão.

Você sabia de todos estes benefícios que os exercícios para idosos podem garantir? E o primeiro passo para usufruir deles é, justamente, encontrar a atividade ideal para você. A seguir, listamos algumas opções mais populares, com seus respectivos benefícios. Confira:

 

1. Hidroginástica

A hidroginástica é uma atividade de baixo impacto, mas com grandes resultados para o fortalecimento muscular. Se exercitar sob a água ajuda a relaxar as articulações, enquanto seus músculos trabalham.

E não é só isso. A hidroginástica também desenvolve o sistema cardiorrespiratório e aprimora a coordenação motora. Mesmo para quem já é acometido de doenças como osteoporose ou artrose, trata-se de uma opção segura para se manter em movimento.

Quem pratica hidroginástica também melhora sua flexibilidade e tem mais facilidade em controlar seu peso. Sem contar que pode ser uma atividade muito divertida e revigorante.

 

2. Caminhada

Uma caminhada diária é suficiente para melhorar consideravelmente o bem-estar do idoso.

Trata-se de uma atividade que ajuda a fortalecer a musculatura e a aprimorar seu desempenho cardíaco. Também auxilia na circulação sanguínea.

Para se aventurar na caminhada de forma segura, é importante tomar alguns cuidados. 

O primeiro deles é a autorização do seu médico. A seguir, é preciso cuidado com a escolha do local onde se vai caminhar O objetivo é evitar terrenos acidentados ou escorregadios para prevenir acidentes.

Por fim, capriche na escolha do calçado, que deve ser um tênis confortável e adequado para caminhadas. Comece sem pressa, percorrendo distâncias curtas. Com o tempo, aumente o tempo de atividade, à medida que se sentir à vontade.

 

3. Pilates

O pilates também é bastante indicado para os idosos. Um dos motivos é sua capacidade de melhorar aspectos importantes para a autonomia de quem pratica. Trata-se de uma atividade bastante segura, pois seu impacto é baixo e seus movimentos respeitam os limites do indivíduo.

Entre as vantagens do pilates estão a ampliação da força muscular e da flexibilidade.

E isso é essencial para melhorar a coordenação e a movimentação. A atividade também estimula a circulação sanguínea e ajuda a prevenir doenças como o diabetes e a hipertensão arterial.

Com o tempo, o praticante de pilates pode experimentar avanços importantes na melhoria da postura.

 

4. Musculação

A perda da força muscular faz parte do processo de envelhecimento.

E a musculação é uma excelente alternativa para reduzir o seu impacto. E, além de fortalecer os músculos, a atividade garante maior flexibilidade e melhor postura, essenciais para garantir a mobilidade.

Além da autonomia de movimentos que o fortalecimento muscular garante, também há benefícios na prevenção de acidentes como quedas. Mais forte e flexível, o corpo do idoso fica menos propenso a dores articulares, entre outros benefícios.

A musculação é uma atividade que pode ter um impacto maior sobre o corpo do praticamente. Sendo assim, é indispensável que o idoso pratique sempre com a anuência do médico e orientação de um preparador físico.

 

5. Alongamento

Com menor impacto, mas também com ótimos resultados, o alongamento é outra atividade física recomendada para os idosos. Especialmente para aqueles que apresentam algum tipo de restrição na mobilidade.

O alongamento é excelente para melhorar a flexibilidade e a circulação sanguínea. E isso ajuda a melhorar o equilíbrio e a reduzir dores nos músculos e nas articulações. Também é eficiente para garantir maior amplitude dos movimentos.

Trata-se de uma ótima alternativa para garantir mais qualidade de vida e bem estar físico.

 

6. Yoga

O yoga é uma atividade física que respeita os limites do praticante. Ele envolve respiração, meditação, alongamento e fortalecimento muscular. E pode trazer vários benefícios para pessoas da terceira idade.

Além de proteger a estrutura óssea, o yoga ajuda a aprimorar a coordenação motora, o equilíbrio e a postura. Também tonifica a musculatura e relaxa as articulações. Além disso, é uma atividade física extremamente relaxante e revigorante.

E então, com qual destas atividades físicas você mais se identificou? Qual (ou quais) delas pretende experimentar?

Seja qual for a sua escolha, é importante reforçar uma recomendação: prepare-se antes de começar a malhar! Este cuidado, que deve ser adotado por todos, independentemente da idade, é ainda mais importante entre as pessoas da terceira idade.

Nunca inicie uma atividade física sem o aval do seu médico. Ele fará os exames prévios necessários e ajudará a escolher a atividade mais adequada.

Uma vez liberado pelo médico, você pode experimentar os diferentes exercícios para idosos e encontrar aquele com o qual mais se identifica.

Por fim, lembre-se que, caso precise de um suporte médico de emergência, você pode contar com a ajuda da Help Assistência Médica Domiciliar. Ainda não conhece os nossos serviços? Então, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.